Excertos

por Rodrigo Ghedin

Como faz para virar adulto?

Trecho da crítica ao livro The Fallback Plan, de Leigh Stein, escrita por Alizah Salario:

Com profundidade e humor, Stein captura a inquietante incerteza de tempos onde o caminho tradicional para a fase adulta passa por uma grande reforma. Para todo o papo sobre ‘geração perdida’ e a condição dos Millenials, tem havido uma dificuldade na arte de aceitar os dolorosos equívocos com os quais Esther luta para se reconciliar: que ir para a faculdade não significa crescer e que tirar boas notas, fazer as coisas certas e dar muito, muito duro não garante nada.

Tenho 25 anos e não me acho “adulto” na maioria das concepções do termo. Da mesma forma que vejo crianças com metade da minha idade e as acho pequenas demais (“parece que eu era maior quando tinha 12”), olho para amigos, alguns inclusive mais novos do que eu e, hey, eles sim parecem adultos. Para o bem, fazendo as coisas legais que os adultos fazem, e para o mal, com os problemas e reclamações comuns da galera mais velha.

Não sei se estar nesse limbo entre a adolescência e a fase adulta é bom ou ruim. Nem como ou mesmo se quero sair dele.

20 Apr 2012